sexta-feira, 27 de julho de 2012

Poesia

Muitos homens
nunca lerão um poema.

São homens
que bebem café,
tomam banho de rio,
tem filhos e um cachorro.

Poucos homens
conhecerão meus versos.

E o que direi a esses homens
nos meus versos?

Que também bebo café?
Que tenho saudade de casa?
Que há noites em que fico sem dormir?

Quem sabe ao invés de poemas,
talvez melhor seja
telefonar a cada um desses homens.

Há algo na poesia
que não se pode contar?

Aguardo respostas
para ajudar a rimar.

Sérgio Q Medeiros

2 comentários:

juliana kalid disse...

ô... se há! ;)

Quaresma disse...

De forma paradoxal, esse aí foi pra mim. :D