quarta-feira, 4 de julho de 2012

Incertezas

Guardo comigo
a triste certeza
de que pouco vou mudar.

É inútil ler livros,
ver filmes, ter filhos
ou me apaixonar de novo.

É inútil outra cerveja,
outra ida ao trabalho,
outra vida tão ligeira.

É inútil qualquer certeza.


Sérgio Q Medeiros

2 comentários:

juliana kalid disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adrianna Coelho disse...


mas nem sempre
é sobre o que sabemos. :)