quinta-feira, 21 de maio de 2009

Sobre Cores e Dragões

Às vezes um poema nasce de outro, que você lê e acha bonito. A idéia então fica circulando e, com alguma sorte, um dia ela se transforma em uma poesia. O desejo de fazer esta poesia veio depois de ler uma no blog As Outras Palavras: http://asoutraspalavras.blogspot.com

Sobre Cores e Dragões

Fui na terra dos dragões
procurar uma princesa.

Dragões azuis,
guardavam princesas louras.

Dragões verdes,
as ruivas.

E dragões amarelos,
as de cabelo cacheado.

Parei um dragão vermelho
e perguntei qual deles
seria mais difícil vencer:

- Os azuis, sem dúvida!
ele me respondeu

Quando vi um dragão preto,
que passava despreocupado,
fiz a mesma pergunta:

- Não se meta com os verdes,
disse-me o dragão preto,
pois são cobras com asas.

E por fim um dragão branco,
me aconselhou aos amarelos evitar.

Peguei então a minha lança
e fui saindo cabisbaixo,
quando uma grande chuva azul
começou a cair.

Os dragões amarelos,
que andavam sem guarda-chuva,
ficaram todos verdes
e foram cuidar das princesas ruivas.

Escolhi então uma princesa de belos cachos
e fui viver feliz no seu palácio.

Sérgio Medeiros

5 comentários:

Mara disse...

e eu achando que ia ter um duelo...

Sérgio Medeiros disse...

Vc está querendo ver muito sangue e violência :-)

Anxious Girl disse...

Que meigo :)

Ives Macêdo disse...

Qual a cor do dragão que guarda um princesa loura de cabelos cacheados?
Praticamente um problema de computação gráfica...
De repente, um dia posso usar teu poema numa prova de "Teoria de Cor" do curso básico de CG... =P

Abração, Chapolin!

Ives

Sérgio Medeiros disse...

Bom, vc pode escolher se uma princesa loura de cabelos cacheados deve ser guardada por um dragão azul ou por um dragão amarelo :-)