terça-feira, 24 de abril de 2012

Preciso escrever versos

Como tirar poemas do peito?

Preciso extrair versos
enquanto o peito ainda bate.

Não há notícias de máquinas
que recuperam rimas
de um coração morto.

Preciso escrever versos!

São tantas palpitações perdidas
em um dia sem versos,
e cada palpitação
me aproxima do fim.

Preciso escrever versos,
preciso expurgar os poemas do peito.

Sérgio Q Medeiros

8 comentários:

Beatriz disse...

perfeito.

Suzany Medeiros disse...

Algumas vezes eu venho aqui e me leio.
Só.
As vezes me pego por aqui.
Saio.
Mais vezes daqui, distraio.
Todas as vezes isso aqui me extraio.



Não sem resistência.

Sérgio Medeiros disse...

Vejam só, parece que temos uma Medeiros poetisa :-)

Suzany Medeiros disse...

rs. Saiu assim, sem querer, desajeitada...
Mas se vc, poeta, diz que é poesia, eu sigo aqui, impressionada, e aceito, lisonjeada pois. É que eu só numero, há muito. rs.

Desse lado aí, o que se faz?

Sérgio Medeiros disse...

Suzany, eu trabalho na UFRN, na área de computação. E vc?

Suzany Medeiros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Suzany Medeiros disse...

Eu? ahhaha Eu fui reprovada em Programação! ahahahhaha
Eu sou da Matemática. Provisoriamente no IFRN, esperando receber as chaves do IFPB

Sérgio Medeiros disse...

Tsc, tsc, reprovou em programação? :-)
Tomara que receba logo as chaves do IFPB.
Se quiser a gente marca um café literário depois. Meu email aparece no perfil, é sqmedeiros no gmail.